18 de janeiro de 2010

Eles mostram o rosto em perfil sexual e adoram

Uma nova era dos perfis sexuais vem aí: camarão vai ficar fora de moda

Algo no reino das mulas-sem-cabeça pode estar mudando. Os perfis de sites de relacionamento entre gays são conhecidos por terem muitos peitos, pernas, bíceps e órgãos sexuais, mas apenas alguns rostos. Entretanto, nos últimos tempos, uma olhada nos perfis no Brasil mostra que o medo da exposição, geralmente injustificado, está dando lugar a uma postura com menos receios.

O teleoperador Alexandre Rendall, de 22 anos, é um exemplo. Em seu perfil, Brother20cmssa1, no Disponivel.com, o baiano não tem inibição. Mostra o rosto inclusive na mesma imagem em que exibe o pênis. Para ele, ter a face num perfil com tantas fotos íntimas é a mesma coisa que se mostrar no Orkut ou no MSN. Ele diz não ter medo de perder o emprego ou de ser reconhecido nas ruas. Pelo contrário. "Estão até me elogiando. Salvador é pequena demais e tudo corre muito rápido."

O carioca Victor Rios, de 35 anos, vai mais longe. Além do perfil Sexogostosorio no Disponível.com, ele possui um site (http://www.sexogostosorio.com/, apenas para maiores de 18 anos), em que expõe as suas preferências sexuais através de fotos e vídeos, todos sem nenhum pudor. Rios confessa que a ideia surgiu com o propóstio de arrumar parceiros sexuais. Com o tempo, ele passou a incluir poesias homoeróticas e dicas de outros blogs amadores. A ideia é ir além da prática e "phalosofar", como ele diz, postando notícias sobre o universo LGBT e seus pontos de vista sobre assuntos que extrapolam o sexo.
Não riscar o rosto, não fazer uso de máscaras ou simplesmente não se decepar, no caso deles, têm benefícios. Rios já foi reconhecido em praias, boates e centros culturais e diz que a abordagem é sempre a mesma. Começa com um discreto "conheço você" e se encaminha para um papo agradável. Da parte de alguns, há apenas admiração e curiosidade, de outros, interesse sexual, que, se ele for mútuo, leva à prática.

Flávio conta que, mesmo antes de expor o rosto, já era identificado pela tatuagem. Em certa ocasião, um rapaz se aproximou e disse que era um admirador dele. Ele agradeceu. O papo continuou com a pergunta do desconhecido: "um fã seu não merece um sexo oral?" Flávio relata que a abordagem foi tão inusitada que, mesmo o outro não sendo o seu tipo, resolveu "presentear" o fã. E resume algo que define esses corajosos rapazes do mundo virtual. "Não sei bem qual é a sensação de expor o rosto, mas é uma ideia que traz uma certa leveza ao ambiente. Deixaremos de ser pedaços de carne e voltaremos a nos colocar como seres humanos."

.............''' Bom se vocês gostaram vejam a reportagem completa no site http://paroutudo.com/materias/redacao/091228.php um super abraços a todos !!! bjusss '''

Nenhum comentário:

Postar um comentário