23 de janeiro de 2010

EUA tem seu primeiro garoto de programa 'legalizado'

Um bordel de uma cidade do deserto de Nevada contratou o primeiro prostituto masculino do Estado, um homem musculoso que deixou a faculdade e atuou por pouco tempo como ator pornô em Los Angeles, que se tornou o único gigolô legalizado dos Estados Unidos.

O prostíbulo Shady Lady Ranch conseguiu a aprovação do Estado e do condado para a atuação do mais novo trabalhador do sexo de Nevada. Depois de uma primeira semana tranquila no trabalho, seu primeiros programas estão agendados para este final de semana. O prostituto masculino, conhecido como "Markus", rapidamente se tornou o centro das atenções na indústria do sexo do Estado.

Ele foi criticado por suas colegas mulheres por não querer fazer sexo com homens. A prostituição é ilegal em quase todos os Estados Unidos, mas é permitida em algumas partes do oeste do Estado de Nevada, embora seja proibida em sua cidade mais famosa, Las Vegas.

Markus, 25 anos, se descreve como um letrado que deixou a faculdade e ex-fuzileiro naval de Alabama. Ele disse que dirigiu para Los Angeles para se tornar um ator pornô, mas desistiu após fazer duas cenas, cerca de um mês atrás. Markus disse que acabou em um abrigo para sem teto perto de Santa Monica, Califórnia, depois de não conseguir outro emprego.

A doma do Shady Lady, Bobbi Davis, o escolheu de uma lista de dez nomes retirada de centenas de pedidos. Parte do apelo de Markus é que ele não tem medo da publicidade. "Qualquer mulher que entrar pela porta vai gostar", disse Markus na entrevista à Details. "Um amante profissional vai amar aquela mulher por uma hora inteira, ou por quanto tempo quisermos e ela vai embora sentindo-se mais poderosa e mais confiante".

Nenhum comentário:

Postar um comentário